Why do this? That's the main question with which, I imagine, one should start an "artist's statement"... Why do I do art? Of course I enjoy it but, beyond that, do I have some purpose behind it all...? And until right now, I hadn't really thought about it. I love the feeling of completing something beautiful. And I am thrilled by the thought that someone else might look at what I've done and love it too. I also hope that people will be inspired and look into the themes behind my art, which is often inspired by science.

 

Also, I feel like I'm doing something quite unique in using fractals to create my art. The creative process is often backwards from what is usual. Instead of starting with an idea in mind and pursuing it, I most often search through the chaos of fractal geometry to find some order and make it beautiful. Each piece ends up being a precious moment of discovery, captured as I journey through endless 2- and 3 dimensional mathscapes.

Short Biography


The idea of using mathematics to create art has intrigued me ever since I first saw, as a young teenager, the crazy 2D fractal images in a program on my first computer in 1999. At that time, I did not think of myself as an artist in any way. I loved physics, maths and computer science in school and knew I would be working one day as a programmer.

But as often happens, life thought it had a better idea. In my last year of school, I started becoming more "spiritually" inclined and so started neglecting my studies as mere "material" concerns. I thus did not achieve good enough grades for a scholarship at a university. In that year, though, I did discover my artistic self, and that set me on a very eclectic path on which I sketched, painted a little, wrote poetry, kept a journal and tried learning to play guitar, all interspersed with gaining and losing a variety of jobs.

 

In 2010, I fell in love and moved to Brazil, where I have been ever since. Shortly afterwards, I found out that 3D fractals had been "discovered" over at fractalforums.com thanks to Johan Andersson, an amazing artist whose work I came across by accident. I started playing around with Mandelbulb3D and it was then that "Sound Garden" was made.

 

After a three-year lapse, in which life took a few surprising turns (my father died and I got married), I got back to work again in 2015, and became inspired to really make something of this.

 

Thanks for reading until this point ^^ and feel free to contact me, for commissions, or anything else =) 


Jody

It is this that inspires me. I am one of these heroes, as are you. The conviction I was getting at is, I feel it necessary that we share with each other our unique perspectives as we, with our one life-time, do our thing here on Earth; that we learn from and get inspired by each other as much as possible. If you're reading still, then let me thank you for your time and interest in me and my work, and allow me to invite you to get in contact and share with me your own ideas, convictions and achievements. How do your super-powers show themselves?

Artist's Statement

Depoimento do Artista

Por que fazer isso? Essa é a pergunta principal com a qual, imagino, deve-se iniciar uma "declaração do artista" ... Por que faço arte? É claro que eu gosto disso, mas, além disso, tenho algum propósito por trás de tudo ... E até agora, eu não tinha realmente pensado sobre isso. Eu amo a sensação de completar algo lindo. E eu estou emocionado com o pensamento de que alguém poderia olhar para o que eu fiz e amar também. Também espero que as pessoas se inspirem e analisem os temas por trás da minha arte, que é frequentemente inspirada pela ciência.


Além disso, sinto que estou fazendo algo bastante singular no uso de fractais para criar minha arte. O processo criativo é frequentemente invertido em relação ao que é normal. Em vez de começar com uma ideia na mente e persegui-la, eu geralmente procuro através do caos da geometria fractal para encontrar alguma ordem e torná-la bonita. Cada peça acaba sendo um precioso momento de desco-

berta, capturado enquanto viajo pelas paisagens matemáticas de 2 e 3 dimensões.

 

Nunca fui realmente uma pessoa de compartilhar meu trabalho com os outros, mas eu lentamente desenvolvi uma convicção que mudou minha opinião sobre isso... Não há nada mais fascinante do que o fato de nós, seres humanos, termos desenvolvido autoconsciência e inteligência, como nunca ocorreu no universo conhecido. É tão menosprezado que podemos estudar e entender, com mais e mais clareza, a natureza da realidade e nossos próprios  cérebros percebendo  isso!  E  todos nós temos essa habilidade.  Como  um superpoder  que ganhamos numa corrida evolucionária, com a qual tornamos os "mestres" do planeta e em breve poderemos ampliar nosso alcance ainda mais.

É isso que me inspira. Eu sou um desses heróis, assim como você. A convicção a qual me referi é que eu acho necessário compartilhamos uns com os outros nossas perspectivas únicas enquanto nós, com nossa única vida, vivemos nossa jornada aqui na Terra; que aprendemos e nos inspiramos mutualmente o máximo possível. Se você está lendo ainda, deixe-me agradecer pelo seu tempo e interesse em mim e no meu trabalho, e sinta-se a vontade para entrar em contato e compartilhar comigo suas próprias ideias, convicções e conquistas. Como seus super-poderes se mostram?

Curta Biografia

 

A ideia de usar a matemática para criar arte me intrigou desde que eu vi pela primeira vez, como jovem adolescente, as loucas imagens fractais em "2D" em um programa no meu primeiro computador em 1999. Naquela época, não pensei em mim como artista de qualquer forma. Adorava física, matemática e informática na escola e sabia que trabalharia um dia como programador.

Mas, como costuma acontecer, a vida propôs uma ideia diferente. No meu último ano de escola, comecei a me tornar mais "espiritualmente" inclinado e, assim, comecei a considerar meus estudos como meros assuntos "materiais" e sendo assim, eu não consegui notas suficientes para uma bolsa de estudos em uma universidade. Naquele ano, no entanto, me descobri como artista e isso me colocou em um caminho muito eclético no qual eu desenhei, pintei um pouco, escrevi poesia, mantive um diário e tentei aprender a tocar violão, tudo intercalado com o ganho e a perda de uma variedade de empregos.

Em 2010, me apaixonei e me mudei para o Brasil, onde eu vivo desde então. Pouco depois, descobri que os fractais 3D tinham sido "descobertos" no "fractalforums.com" graças a Johan Andersson, um artista incrível cujo trabalho eu encontrei por acaso. Eu comecei a brincar com o Mandelbulb3D e foi então que "Sound Garden" foi feito.

Depois de um lapso de três anos, no qual a vida deu algumas voltas surpreendentes (meu pai morreu e me casei), voltei a trabalhar novamente em 2015 e me inspirei a fazer algo verdadeiramente significativo com isso. Obrigado por sua atenção e sinta-se livre para entrar em contato, para encomendas, or por qualquer outro motivo =) 

Jody

I was never really one to share my work with others but over a few years, I slowly developed a conviction that changed my mind about this... There is nothing more fascinating than the fact that we humans have developed self-awareness and intelligence, such as has never occurred in the known universe. It is so taken for granted that we are able to study and understand, with more and more clarity, the nature and inner working of reality and our own brains perceiving it! And each of us has this ability... Like a Marvel hero super-power that our species has gained in an evolutionary race, with which we have become the “masters” of the planet and soon might extend our reach farther still.

All art copyright © 2011-2019 Jody V. Lawrence

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle